25 de julho de 2017

Dissecando: Trajan


'Dissecando' é o nome da nova "coluna" da Confraria, onde irei analisar um determinado jogo, tecendo comentários, examinando seu sistema e explorando alguns aspectos estratégicos. Ao contrário da maioria dos reviews, não irei me ater muito em explicar o funcionamento do jogo (portanto sugiro ver/ler outro review detalhando as regras antes de seguir com esse texto). A ideia é fazer um breve apanhado do tema/ambientação e das regras e partir logo para a análise propriamente dita. Assim como o blog, o objetivo da coluna é, mais do que "apresentar", abrir uma discussão sobre o jogo escolhido.

Trajan, de Stefan Feld
(2011, 2-4 jogadores, 60-120 minutos)
[link BGG e Ludopedia]

Em Trajan (lançado recentemente no país pela Gigante Jogos), cada jogador representa uma pessoa influente na antiga Roma, em seu momento de maior glória e desenvolvimento: a era do Imperador Trajano. Assim, o jogador irá atuar nas mais diversas áreas do império para aumentar ainda mais essa influência – representada através de pontos de vitória.

O jogo é um típico euro do Stefan Feld: pesado, salada de pontos, diversos “caminhos estratégicos”, multiplayer solitário, bem pouco temático... Para um fã do designer, isso já indica um jogo engenhoso e de qualidade. Para alguns (eu incluso), não só isso: Trajan é, provavelmente, sua melhor obra.

Às vezes me parece que Feld pensa seus jogos a partir de alguma mecânica específica, desenvolvendo todo o sistema em torno disso. Aqui, ele resolveu brincar com a mecânica da Mancala - aquele jogo antigo com um monde de “bandejas” cheias de pedrinhas, em que você retira todas as pedras de uma dessas bandejas específicas e vai soltando, uma a uma, em cada bandeja subsequente, até não restar nenhuma em sua mão (o mesmo esquema usado em Five Tribes, por exemplo).

(Observação: minha versão de Trajan é a importada, então muitos termos foram traduzidos livremente por mim e, dessa forma, provavelmente se diferenciarão dos termos usados na versão nacional. Qualquer dúvida que venha a surgir, só perguntar nos comentários!)

Em Trajan, cada área de Roma que você poderá influenciar representa um tipo de ação possível: fórum, militar, área de trajan, senado, construção e comércio (porto). Com isso, todo turno, o jogador irá “selecionar” um desses tipos de ações para realizar sua jogada. Como fazer isso? Através do esquema da mancala.

O tabuleiro principal ilustrando Roma e as seis áreas de influência.
Cada jogador terá um tabuleiro individual com sua mancala desenhada: seis “bandejas” formando um círculo, cada uma associada a um dos tipos de ações. Essas bandejas vão conter um número X de pecinhas de madeira em seis cores diferentes (o jogo é iniciado com duas pecinhas em cada bandeja, ou seja, no decorrer do jogo essa configuração vai se modificando de maneira que esse número X pode variar de 0 a 12). Então, em seu turno, a primeira coisa que o jogador irá fazer é escolher uma dessas bandejas, pegar todas as pecinhas que estão nela e soltá-las uma a uma, em sentido horário, em cada bandeja subsequente (ou seja, exatamente como explicado anteriormente). A bandeja em que a última pecinha será solta irá definir qual a ação a ser realizada. O jogador então realiza a respectiva ação e seu turno acaba. A partida assim segue até o seu fim, indicado por um “marcador de tempo” que será explicado mais adiante.

O tabuleiro individual, com a mancala e demais espaços
para colocar todos os tiles que o jogador conseguir durante a partida.
Além disso, cada bandeja dessas também poderá ter um tile de trajan associado. Esses tiles (conseguido pelo jogador quando realiza a ação de área de trajan) possuem dois círculos em cores equivalentes às das pecinhas da mancala, e podem atribuir um bônus específico, dentre seis tipos de bônus possíveis. Se a bandeja onde o jogador soltou sua última pecinha possuir um tile de trajan, e se essa bandeja conter, após a última peça ser solta, um par de pecinhas com as mesmas cores indicadas no tile, o jogador, antes de realizar a sua ação, ganha o bônus também indicado nele.

Ou seja, quando o jogador for selecionar uma bandeja para executar esse esquema da mancala, ele deve ter em mente o tipo de ação que quer realizar e também quais pecinhas ele vai soltar em cada bandeja, dependendo dos tiles de trajan que possam estar nessas bandejas. Esse sistema cria uma espécie de puzzle interessantíssimo, que se associa diretamente à estratégia a ser seguida de um modo que absorve completamente o jogador. E, por isso, acaba se tornando o ponto alto de Trajan.

O jogador poderá pegar as três peças da bandeja da área militar,
soltar uma peça em cada outra bandeja adjacente
e, assim, realizar a ação de construção (circulada em vermelho).

Com esse movimento, o jogador completou o tile de trajan na bandeja da área de construção
e já deixou o tile na bandeja do senado pronto pra ser completado.
Continuando com o resumão das regras, como dito, existem seis tipos de ações possíveis, cada um associado a uma área do tabuleiro principal. Cada área dessa acaba funcionado como uma espécie de mini-jogo dentro do jogo, envolvendo mecânicas diversas.

- fórum: na ação mais simples do jogo, o jogador irá pegar um tile de fórum disponível na área do fórum (esses tiles podem te dar demandas, votos no senado ou proporcionar ações extras);

Área do fórum, com alguns tiles de fórum já adquiridas pelos jogadores.
- militar: aqui você irá mover seu líder militar e espalhar seus legionários através de diversas províncias num esquema meio controle de área, com o objetivo de ganhar, também, tiles de fórum e pontos de vitória;

A área militar funciona como um pequeno mapa.
Os peões maiores são os líderes, os menores, legionários.
- ação de trajan: o jogador seleciona um tile de trajan, dentre os seis tipos disponíveis, e o coloca em seu tabuleiro individual, junto a uma das bandejas da mancala (lembrando que esses tiles podem proporcionar bônus aos jogadores);

Os seis tipos de tiles de trajan.
Nessa ação, o jogador pegará um tile do topo de uma das pilhas.
- senado: você pode mover seu disco individual na trilha do senado, ganhando pontos e votos (esses votos poderão te proporcionar tiles de bônus, que garantem mais pontos de vitória no fim da partida);

O track do senado com os dois tiles de bônus.
- construção: o jogador enviará seus construtores a um distrito específico da cidade para pegar tiles de construção, que te darão pontos de imediato e, possivelmente, ao final do jogo, pois esses tiles se dividem em cinco tipos diferentes e, quando acumulados por tipo, proporcionam bastante pontos de vitória (além disso, o primeiro de cada tipo desse tile que for coletado vai te garantir uma ação extra em outra área do jogo);

Os construtores espalhados pela área de construção.
- comércio (porto): por fim, nesta ação o jogador terá a oportunidade de comprar cartas de mercadorias ou enviar as que já possui, num esquema de set collection, em um dos barcos disponíveis para ganhar pontos (as cartas enviadas também podem garantir mais pontos de vitória ao fim da partida, dependendo dos tiles de bônus que o jogador possuir).

Algumas cartas de mercadorias...
... e os barcos para envia-las.

Cada tipo de ação dessa possui uma ou mais opções de jogada. Como exemplo, ao fazer a ação militar, o jogador terá três possíveis jogadas (dependendo de como está a configuração de seu jogo): mover seu líder militar para uma província adjacente (coletando possíveis tiles no local), mover seu legionário para a província em que seu líder está (garantindo pontos de vitória), ou criar um novo legionário para que você possa movê-lo no futuro (cada jogador começa com somente um legionário disponível).

Finalizando esse resumão, temos a contagem do tempo de jogo, que é realizada através de um track de tempo (time track, no original) "circular" e do marcador de tempo. Sempre que o jogador for iniciar seu turno, pegando todas as pecinhas de uma das bandejas de sua mancala, ele deve anunciar quantas peças haviam na bandeja; com isso, o marcador do tempo irá se mover esta quantidade de espaços no respectivo track. Quando o marcador der uma volta completa no track, 1/4 de ano (no tempo do jogo, claro) terá se passado e uma demanda será revelada. Após 4 voltas, ou seja, ao fim de 1 ano, em vez de ser revelada uma nova demanda, os jogadores devem pagar as três que já estão expostas (com tiles de fórum e/ou tiles de trajan). Cada demanda não paga retira pontos de vitória do jogador. Após esse pagamento, serão computados votos no senado (através da trilha do senado e dos tiles de fórum coletados); os dois jogadores com mais votos ganharão tiles de bônus (que, como dito, darão pontos de vitória no final da partida). Por fim, há uma espécie de clean-up no tabuleiro principal: entram novos tiles de fórum nas áreas de fórum e militar, os barcos do porto se renovam, os votos no senado são zerados, revelam-se novos tiles de bônus e, então, um novo ano começa e o jogador da vez inicia seu turno normalmente. O jogo assim segue até que 4 anos tenham se passado (ou seja, quando o marcador de tempo der 16 voltas completas no track). A partida termina, são computados pontos pelos tiles de bônus, conjunto de tiles de construção iguais e (quase) todo o resto que sobrar na mão e no tabuleiro individual do jogador (típico de Feld). Quem tiver mais pontos de vitória é, obviamente, o vencedor.

O track de tempo para dois jogadores.
Como já dito, o objetivo era fazer um apanhado geral das regras do jogo para que os que não conhecem entendam um pouco seu funcionamento e possam, espero eu, assimilar meus comentários. Não sei se fiz entender que o jogo é mais simples do que realmente é, já que foi um super resumão, mas quando ensinado, ao vivo, a uma pessoa que nunca jogou o Trajan, a quantidade de detalhes (Feld) e opções pode gerar aquele momento de explicação enfadonho e, normalmente, assustar o novato.

Além disso, como devem ter notado, o jogo possui uma quantidade enormes de tiles e peças diferentes (Feld), além das cartas, que deixam o tabuleiro, numa primeira olhada, bem poluído e, consequentemente, confuso. De novo, um novato possivelmente ficará assustado.

Para alguns, esse excesso de detalhes e tiles/peças já indica um jogo deselegante ou um euro chato/complicado demais. Para outros, principalmente fãs de Feld, é um prenúncio de neurônios sendo prazeirosamente queimados na busca de descobrir o caminho para melhor otimizar suas ações. Porém, adianto que Trajan possui um sistema bem intuitivo, pois, como dito, é dividido em mini-jogos, cada um com uma área específica no tabuleiro principal e com seu mecanismo próprio, que são, individualmente, bem simples. Essa divisão é tão evidente que facilita bastante o entendimento das engrenagens do jogo, rapidamente você começa a sacar o que está acontecendo, o tabuleiro principal começa a ficar bem mais claro, o sistema fica evidente e o jogo segue de uma maneira bem simples e prazerosa. Logo após o primeiro quarto do ano (o que dá uns 10 minutos de jogo), você já estará familiarizado com todos os detalhes e, assim, poderá começar a traçar suas estratégias e planejar suas jogadas sem precisar ser o ultra-heavy-gamer, para o qual o jogo parece apelar numa primeira impressão.

Nesse momento, com as coisas mais claras, você passará a voltar sua atenção à sua mancala e desfrutar o seu sistema, que, como dito, é o ponto alto do jogo. Quando começar a saber o que quer fazer e traçar sua estratégia, você terá que dedicar toda sua concentração à disposição das pecinhas em sua mancala, procurando deixa-las numa configuração em que seja possível fazer as ações que quer. A partir daí, o jogo passará a mostrar um aspecto de ação programada, pois a escolha de qual bandeja você usará, para pegar e distribuir as pecinhas, e qual peça irá deixar em cada bandeja influenciará muito nas possibilidades de ações futuras, podendo até te limitar bastante caso você não planeje direito (comentarei abaixo). Todo o sistema da mancala, então, se tornará um verdadeiro puzzle pelo qual você se verá completamente hipnotizado. E uso a palavra "hipnotizado" quase que no sentido literal. Preste atenção numa mesa em que esteja rolando uma partida de Trajan e você perceberá que todos estão olhando para seu tabuleiro individual, simulando o movimento das pecinha com os dedos, como se não existisse um tabuleiro principal e oponentes contra o qual eles estão jogando.

Note no exemplo das figuras que ilustraram como funciona a movimentação na mancala, acima. Esse exemplo é interessante por duas razões. Primeiro porque, como já dito, é possível completar uma peça de trajan (na bandeja da construção) e deixar outra já preparada (no senado). Segundo porque temos a situação comentada acima, em que o jogador está com uma quantidade de opções de ações bem limitadas, só possuindo dois tipos disponíveis (antes dele fazer a jogada indicada no exemplo): se ele usar as duas peças da bandeja da construção, irá realizar a ação de fórum; se ele usar a(s) peça(s) da bandeja de trajan, senado, militar ou fórum, irá realizar a ação de construção, independentemente de qual dessas bandejas ele escolher. Suponhamos, então, que você use as peças da bandeja militar, distribuindo-as conforme o exemplo. Realizará, assim, a ação de construção, mas antes irá completar a peça de trajan, ganhando 2 pontos e disponibilizando dois legionários na área militar. Infelizmente, ele não terá como usufruir do tile de trajan na bandeja do senado, pronto pra ser completo, já no próximo turno. Mas poderá usar as três peças que ficaram na bandeja da construção e realizar a ação militar (deixando uma única peça na bandeja correspondente), já aproveitando um dos novos legionários que ele conseguiu na jogada anterior. Então, no outro turno, poderá mover essa peça que ficou na bandeja militar e realizar a ação do senado, finalmente completando o tile de trajan. Se voltarmos à configuração inicial, perceba que, antes de decidir por usar as três peças da bandeja militar e realizar a ação de construção, o jogador já calculou as duas próximas jogadas, planejando três ações num único turno. É exatamente esse "planejamento programado" que cria esse puzzle envolvente e deixa você hipnotizado, tentando deixar a mancala com uma distribuição de peças que te possibilite fazer as ações que forem melhor pra você e, ainda, completar os tiles de trajan disponíveis.

Isso torna o Trajan um dos multiplayers mais solitários que já vi. Mas aqui, Feld conseguiu novamente um grande feito, porque esse aspecto solitário não existe simplesmente pelo fato do jogo ser mais um euro de otimização de ações com interação quase zero (e é!), pois ele complementa isso com esse engenhoso puzzle encrustado no seu sistema que deixa todos os jogadores completamente entretidos. Friso o "completamente entretidos", pois isso faz com que Trajan seja um daqueles jogos em que você nem nota o tempo passar. E, no fim, a sensação de que você ganhou todos aqueles pontos de vitória porque soube mexer bem aquelas doze pecinhas coloridas será bastante recompensadora (exceto se você se deu muito mal, claro!).

Antigamente, eu evitava colocar o Trajan na mesa quando tinha algum jogador inexperiente ou casual, por ser um jogo mais pesado e cheio de coisas. Porém, percebi que, após a introdução assustadora, o jogo cai nas graças de qualquer jogador, gamer ou não, justamente pelos motivos explanados. Isso me surpreendeu bastante e é uma das coisas que mais acho incrível nele.

Outra coisa muito legal no Trajan - que, aliás, é também uma boa característica do Feld - é que ele funciona perfeitamente bem para qualquer número de jogadores. O tabuleiro principal possui três tracks de tempo, cada um usado para uma quantidade específica de jogadores, o que torna a duração da partida praticamente a mesma para 2, 3 ou 4 pessoas. Pelo fato da interação ser muito baixa, a jogabilidade também fica a mesma coisa. Particularmente, acho que o jogo funciona ligeiramente melhor com 4 pessoas porque as ações militar e de construção ficam mais apertadas, já que possuem um quê de controle de área. Mas até isso é um aspecto mínimo, pois, repito, a jogabilidade fica exatamente a mesma com qualquer número de jogadores. E isso é impressionante.

Aliás, essa falta de interação pode ser um ponto negativo para os que gostam de uma boa disputa. Mas o jogo não deixa de propiciar tais disputas em seus mecanismos. Além do já mencionado controle de área nas ações militares e de construção, ele possui "corridas" para ver quem fica na frente no track do senado, quem pega primeiro aquele tile correspondente a uma das demandas na área do fórum, ou quem irá usufruir da pontuação mais alta de um determinado barco quando enviar suas mercadorias (as cartas). Como todas essas áreas são renovadas após 1 ano, essas disputas recomeçarão, evitando que alguém garanta a primazia em uma dessas áreas durante todo o jogo (lembrando que a partida se passa durante 4 anos).

Como costumo argumentar em relação à grande maioria dos euros, Trajan não é exatamente um jogo de estratégia, mas de otimização de ações (no sentido de que normalmente não vale a pena seguir um caminho específico e pré-traçado durante toda a partida, mas sim procurar perceber qual a ação que irá te conferir mais pontos naquele turno). Esse aspecto fica ainda mais evidente em jogos "salada de pontos", como é o caso. Mas pelo fato de jogo contemplar, dentro de seu sistema, seis mini-jogos diferentes, ele passa a dispor de seis engrenagens independentes. Consequentemente, você não se vê obrigado a mexer em todas elas para que seu jogo funcione como um todo e, assim, se saia bem no final. Graças a isso, o aspecto estratégico é mais forte em Trajan do que em muitos outros jogos ditos "de estratégia", pois o jogador pode se concentrar, desde o início da partida, em duas ou três áreas do jogo (impossível se dedicar a uma área só). Essa estratégia pode ser traçada a seu bel prazer, mas aconselho que ela dependa do seu tile de bônus inicial (cada jogador já começa com uma tile de bônus, e cada bônus desse vai estar relacionado com um dos mini-jogos). Aliás, desaconselho que você tente fazer de tudo um pouco, pois percebo que, assim, o jogador não se dá muito bem no final (mas é algo do qual não estou completamente certo).

Então vamos divagar um pouco sobre essas estratégias.

Antes de mais nada, é importante dizer que existem dois tipos de ações que são fundamentais em quaisquer estratégias: a do fórum e a de trajan. Na ação de fórum, você terá acesso direto aos tiles de fórum, que são o único meio de conseguir ações extras e a principal fonte de demandas - duas coisas essenciais para qualquer jogador (se você ainda não percebeu isso, ação extra é uma das coisas mais valiosas em todo jogo de otimização de ações, por isso, sempre que puder, vá logo atrás de consegui-las). Já a ação de trajan é o meio de conseguir os tiles de trajan, que te darão bônus diferenciados. Esses bônus, nesse quesito, merecem um parágrafo específico.

Como já mencionado, existem seis tipos de bônus que os tiles de trajan podem proporcionar. Cada tipo terá uma pilha própria (cada uma dessas pilhas possuirá o mesmo tipo de tile de trajan, com a diferença das cores indicadas no tile para que você possa ganhar o bônus associado, conforme explicado no início do post). Todo tile de trajan garante pontos de vitória, alguns muitos, outros menos, dependendo do tipo de bônus que ele proporciona. Três desses tipos de bônus estão associados a outros tipos de ações: comércio, militar e construção, ou seja, se sua estratégia estiver ligada a uma dessas ações, o tile de trajan correspondente é essencial para você. Um outro tipo está relacionado com as demandas, que é bom pra todo mundo, pois, uma hora ou outra, todos terão que pagá-las (esse tipo de tile de trajan é tão importante que é o que vale menos pontos de vitória: somente 1). Outro, irá otimizar suas ações extras, que, como dito, são essenciais em jogos desse estilo. Por fim, existe um tipo de tile de trajan que proporciona "somente" 9 pontos de vitória (acredite, 9 pontos é bastante para esse jogo).

Partindo para as estratégias específicas, vamos começar com a área do comércio. A grande maioria dos tiles de bônus estão associados às cartas que você baixou (enviando em barcos ou com uma outra opção de jogada específica da ação de comércio). Então, se você quer se concentrar em pegar cartas e ganhar pontos com os barcos e com esses bônus, inevitavelmente terá que se dedicar à ação do senado, pois, garantindo mais votos ao fim de cada ano, poderá ganhar mais desses tiles de bônus por cartas baixadas. Caso os dois tiles de bônus do senado não estejam relacionados com as cartas, esqueça-o e procure comprar o maior número de cartas possíveis, pra deixar sua mão mais diversificada e ter, assim, maior chance de formar sets que te farão usufruir melhor dos barcos e dos tiles de bônus que você conseguiu (lembrando que a mecânica da área do comércio é de set collection). Uma boa maneira de conseguir mais mercadorias é com o tile de trajan associado, que te garante duas cartas. Então, sempre que puder, vá atrás da ação de trajan para garantir um desses tiles. O fórum, como sempre, é útil para conseguir demandas e ações extras, além dos tiles que te darão mais votos no senado, quando necessário. As ações de construção e militar passam a ser dispensáveis (claro, sempre dependendo do andamento do jogo e da configuração de sua mancala).

Se quiser seguir a estratégia militar, a ação de trajan se torna especialmente essencial, pois é uma maneira de garantir mais legionários. Um novo legionário na área militar exige uma ação voltada só pra isso, o que sempre passa a sensação de ação jogada fora. Os tiles de trajan resolvem esse problema. O senado se torna dispensável, exceto se aparecer o tile de bônus associado à área militar. Quando for o caso, dedique-se naquele ano a garantir mais votos e ganhar esse tile. Como na área militar você tem também a possibilidade de conseguir tiles de fórum, a ação de fórum se torna mais dispensável que em qualquer outra estratégia. Porém, considerando que o aspecto de controle de área desse mini-jogo propicia uma "corrida" de quem pega o tile e os pontos de cada província primeiro, a respectiva ação extra se torna mais essencial, então vá atrás do tile de fórum que te dá uma ação militar extra o mais rápido possível. As ações de comércio e de construção ficarão mais de lado.

Como a área de construção funciona relativamente parecida com a militar, se você quiser se dedicar a esse tipo de ação, seu jogo vai seguir o mesmo esquema explicado anteriormente. Tiles de trajan e ações extras relacionadas à construção são indispensáveis. Quando aparecer o respectivo tile de bônus na área do senado, vá atrás também! Aqui você não tem acesso à tiles de fórum, então a ação de fórum se torna mais importante. Porém o fato de que o primeiro de cada tipo de tile de construção te proporciona uma ação extra de outra área do jogo te traz uma certa vantagem, visto que, quando você precisar fazer uma ação específica, como por exemplo ir atrás daquele tile de fórum, não será necessário queimar neurônios configurando sua mancala para ganhar ação de fórum, basta ir atrás do tile específico quando fizer a ação de construção (obviamente, isso é situacional). Outra vantagem é que os tiles de construção podem te garantir muitos pontos de vitória no final da partida: 10 para cada três tiles iguais e 20 para cada quatro. Ou seja, corra atrás dos tiles do mesmo tipo. Ações militares e de comércio são pouco importantes.

Como dito, as áreas de trajan e de fórum são fundamentais, mas funcionam mais como um complemento às outras ações, então não vale uma estratégia direcionada especificamente a elas.

Aqui eu coloco um porém em relação a uma possível estratégia de ação de trajan, pois já vi alguns jogadores conseguirem MUITA vantagem dedicando-se aos tiles de trajan que dão 9 pontos de vitória, além de ter a oportunidade de pegar os tiles de trajan de damandas, o que já tira uma grande preocupação do seu ombro. Porém, notei que essa estratégia vai se torna inexpressiva depois que acabar os tiles de 9 pontos e, no fim, você não ganha os pontos adquiridos após o término da partida, então pode acabar "morrendo na praia". Nunca me dediquei a essa estratégia, mas pode ser que, com um bom planejamento, ela funcione. Nesse caso, certamente você terá que se dedicar à esses tiles de 9 pontos e de demandas e fazer um pouco de todo o resto.

Já a área do senado te servirá basicamente pra conseguir os tiles de bônus desejados, apesar de dar pontos de vitória (mas, afinal, o que não dá ponto nesse jogo?). É possível que você se dedique a esse tipo de ação para ganhar cada vez mais pontos no track de senado e pegar todos os tiles bônus, fazendo um pouco de cada outra área e garantindo uma boa quantidade de pontos no final. Mas como não existe tile de trajan nem de bônus relacionado ao senado, pode ser que seu jogo fique um pouco empacado. Por essa razão, essa estratégia me parece ineficiente e nunca me arrisquei nela (mas acho que vale uma tentativa, agora que estou pensando melhor sobre isso).

(Aliás, se você já tentou estratégias ou caminhos diferentes desses que comentei, e que já se mostraram eficientes, fala aqui nos comentários, pois, certamente, será interessantíssimo!)


Outro ponto interessante no Trajan é a possibilidade de administrar a passagem do tempo do jogo, muito mais controlável quando próximo do fim de cada ano. Se é seu turno e você já conseguiu tudo que queria, principalmente as demandas, pode ser do seu interesse acelerar o fim do ano (ou da partida) para que seus oponentes tenham menos jogadas e, consequentemente, chances de fazer o que querem. Para isso, basta escolher uma bandeja com muitas peças, fazendo com que o marcador de tempo avance mais no seu track. Caso contrário, se você ainda não conseguiu aquela demanda ou aqueles pontos desejados, pode fazer o marcador andar menos escolhendo uma bandeja com uma ou duas peças. Obviamente, isso tudo é bem situacional, então esse controle fica bastante limitado. Porém ele existe e você (ou seus oponentes) terá a oportunidade de aproveitar dele em alguns momentos durante a partida.

Para mim, Trajan só possui um único ponto negativo. Alguns, como já comentado, podem não gostar do fato do jogo ter muitos elementos e muitas peças, deixando a coisa toda meio poluída e pouco elegante. Entendo isso, e até concordo, mas não me incomoda. Mas, devo admitir, esses fatores tornam o setup do jogo longo e enfadonho, cheio de tiles para separar e distribuir - e esse é seu único defeito. Por esse motivo, é um jogo que necessidade de um insert quase que obrigatoriamente. Portanto, fica a dica; irá facilitar a montagem do jogo em muito! (A PrintCUT fabrica um insert muito funcional, então, se é de seu interesse, vale a conferida.)

E acho que é tudo! Como sempre, aqueles que quiserem discutir ou acrescentar algo relacionado com o que escrevi, vamos aproveitar o espaço e trocar umas ideias. Estamos aqui pra isso! =D

Nenhum comentário: